• Assessoria

Governo Federal autoriza operação militar para combater crimes ambientais na Amazônia

Decreto prevê envio de tropas para 26 cidades de AM, MT, PA e RO; prazo é até 31 de agosto. Operação Verde Brasil 2 acabou em abril; desde março, tem havido alta no desmatamento.



O governo federal autorizou nesta segunda-feira (28) o início de uma operação militar na Amazônia com o objetivo de combater crimes ambientais.


O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, prevê o envio de tropas para Amazonas, Mato Grosso, Pará e Rondônia. A ação vai durar até 31 de agosto.


Em abril, o governo encerrou a Operação Verde Brasil 2, e as tropas voltaram a prestar "apoio logístico". Os alertas de desmatamento têm batido recordes seguidos na região amazônica.


Pelo decreto desta segunda-feira, as tropas das Forças Armadas irão para as seguintes cidades:


Amazonas: Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré, e Novo Aripuanã;


Mato Grosso: Apiacás, Aripuanã, Colniza, Cotriguaçú, Marcelândia, Nova Bandeirantes, Peixoto de Azevedo; e Paranaíta;

Pará: Altamira, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, São Félix do Xingu, Trairão;


Rondônia: Candeias do Jamari, Cujubim, Itapuã do Oeste, Machadinho D'Oeste; e Porto Velho.


Pelo decreto, o emprego dos militares tem como objetivo fazer ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais, em especial o desmatamento ilegal.


De acordo com o texto, as Forças Armadas atuarão em coordenação com o Conselho da Amazônia e em articulação com os órgãos de proteção ambiental e de segurança pública.


Fonte: G1

37 visualizações0 comentário